pedra na vesícula

Pedra na vesícula: Quais os sintomas e como funciona o tratamento?

Quais os sintomas de pedra na vesícula? Muitas pessoas não sabem o que é a vesícula biliar até que se deparam com problemas de Pedra na vesícula. Assim, iremos explicar um pouco sobre a vesícula biliar e como os problemas de pedra na vesícula surgem.

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player!

A vesícula biliar é um órgão com a forma de saco, muito semelhante a uma pera, que fica abaixo do lobo direito do fígado. Tem como principal função o armazenamento da bile, líquido produzido pelo fígado.

    Seu plano de saúde sofreu reajuste e ficou muito caro? O Blog Saúde te ajuda a reduzir custos! Tenha acesso aos melhores médicos, hospitais e clínicas do país! Registre-se agora!



    A bile auxilia na digestão de gordura no intestino, este líquido é formado por muitas substâncias, uma delas que é muito conhecida por nós, o colesterol. Este é um dos maiores responsável pela formação de cálculos ou pedras.

    Quais os sintomas da Pedra na vesícula?

    pedra na vesícula

    Antes de falarmos sobre os sintomas, iremos esclarecer como acontece o problema, ou seja, como a pedra na vesícula se apresenta no organismo e qual o principal agente causador.

    Explicamos a função da vesícula biliar, ou seja, armazenar a bile que é originada no fígado. Sabemos que o fígado é um órgão que é muito importante, é a maior glândula do nosso organismo.

    O fígado desempenha muitas funções, tais como: secretar a bile, armazenar a glicose, produzir proteínas, pela desintoxicação do organismo, sintetização do colesterol, filtragem dos micro-organismos, transformar amônia em ureia etc.

    Focaremos especialmente, na secreção da bile, a bile é produzida pelo fígado em média de 600ml a 900ml por dia. Ela primeira fica armazenada na vesícula, depois é enviada para o intestino.

    Funciona como uma espécie de detergente, auxiliando na dissolução e aproveitamento das gorduras. Quando o fígado sintetiza o colesterol, este é metabolizado e excretado pela bile.

    Como mencionamos, o colesterol é o principal responsável pela formação de pedras na vesícula, algumas pedras se alojam na vesícula, mas são assintomáticas, outras ficam presas no duto biliar, bloqueando o fluxo da bile.

    Algumas das principais causas das pedras na vesícula são: dieta rica em gordura e carboidratos, sedentarismo, diabetes, obesidade, hipertensão, tabagismo, elevação do nível de estrogênio nas mulheres e genética.

    Geralmente é assintomática, mas quando ocorrem os sintomas, geralmente é de dor intensa do lado direito superior do abdômen. A dor é oscilante e pode ser acompanhada ou não de febre, náuseas e vômitos.

    Como funciona o tratamento?

    Geralmente o tratamento para casos que não sejam crônicos é a base de medicamentos, se for a base de colesterol, o medicamento irá diluir a pedra. Nos outros casos, será apenas através de uma cirurgia simples.

    A cirurgia é realizada por laparoscopia, sendo necessários poucos dias de internação hospitalar. A recuperação no pós-operatório exige uma dieta específica para evitar complicações.

    Outra forma conhecida de tratamento é através de ondas de choque, estas possuem como principal objetivo a fragmentação da pedra. O tipo de tratamento será indicado conforme orientação médica que avaliará o quadro.

    Independentemente de qual tratamento for aplicado, é importante que seja realizada em conjunto com algumas recomendações, são elas:

    • Dieta rica em fibras e pouca gordura;
    • Manutenção do peso, por isso, é importante praticar exercícios;
    • Evite cigarros;
    • Em alguns casos que existam predisposição genética na família, discuta com o seu ginecologista a melhor forma de contracepção, visto que o uso contínuo de anticoncepcionais pode ajudar a criar pedra na vesícula.

    Conclusão

    Assim, é importante sabermos quais as principais causas, sintomas e tratamento para que não sejamos surpreendidos, ou mesmo, que possamos nos prevenir, afinal a prevenção ainda é o melhor remédio.

    Além disso, é importante manter um estilo de vida saudável em todos os aspectos para que evitemos possíveis problemas que possam ocasionar problemas como a Pedra na vesícula.